Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Direção Defensiva Imprimir
Histórico

A prática da Direção Defensiva , já largamente difundida em vários países, mais atentos aos problemas emergentes dos veículos automotores, foi introduzida no Brasil pelo Serviço Nacional da Indústria SENAI, em 1970. Inicialmente visava atender as necessidades das empresas de transporte coletivo e de carga. Hoje uma necessidade de todas as categorias participantes do sistema de trânsito, diante do considerável número de veículos em circulação, do crescimento desordenado das cidades, da má formação de grande parte dos motoristas e principalmente da violência que impera no trânsito.

Dirigir Defensivamente: dirigir de modo a evitar acidentes, apesar dos erros dos outros motoristas e condições adversas do trânsito e do tempo, preservando a vida humana e o meio ambiente

Você precisa adaptar seu comportamento às ações incorretas ou inesperadas dos outros usuários da via, e às condições adversas que podem ocorrer a qualquer momento, tais como: condições da iluminação, do tempo, das vias, do trânsito, do veículo e dos outros condutores.

Diz o Ditado: "O bom motorista é aquele que dirige por si e pelos outros"

Muito antes da implantação do novo Código de Trânsito Brasileiro - CTB a sabedoria popular já se manifestava em relação a educação e segurança no trânsito. O ditado em destaque acima vem confirmar essa preocupação.

Tenha sempre em mente: as estradas, ruas e avenidas foram abertas à circulação pública e não apenas para você.

Na condução de veículos não tome posse da via, você é apenas um usuário dela e como tal está sujeito à aplicação da legislação vigente. A melhor regra para o bom relacionamento no trânsito é o de se comportar como gostaria que os outros se comportassem com você. É mais prudente e preferível ceder do que manter uma disputa, ou adotar uma postura hostil, numa situação imprevisível.

 

Direção com Perfeição

Sem dúvida, é enorme a necessidade de melhores motoristas . Embora impotente para resolver o problema sozinho, você pode ajudar a melhorar a situação, se avaliar seu próprio modo de dirigir, empregando a "Direção Perfeita" que significa realizar cada percurso sem infrações de trânsito; sem abusos do veículo; sem atrasos de horário; sem faltar com a cortesia devida e sem acidentes.

 

Velocidade

Cuidado!!! Há um grande engano envolvendo a velocidade. Alguns motoristas acreditam e propagam que em velocidades mais altas podem se livrar com mais facilidade de algumas situações de risco no trânsito. E mais: dizem que trafegar devagar demais é mais perigoso do que andar depressa.

Não é nada disso. Reduzir a velocidade é a primeira atitude a se tomar na tentativa de se evitar acidentes. A velocidade é o grande fator de risco de acidentes de trânsito. Além disso, determina em proporção direta, a gravidade das ocorrências.

Os limites de velocidade determinados para cada tipo de via pública devem ser respeitados . Eles foram definidos através de estudos científicos, não foram determinados aleatoriamente. Obedeça-os !!!!

Ao limite de velocidade estabelecido também deve ser observado as condições meteorológicas, a intensidade do trânsito, as condições de segurança da via, o conhecimento da mesma, bem como do veículo. Todos esses fatores devem ser adaptados à condição de segurança.

Faça isso e estará sempre seguro. E o que é melhor: livre de multas por excesso de velocidade. No mais, use o bom senso. Não fique atrapalhando os outros sem nenhuma justificativa, transitando a velocidades muito baixas. E para reduzir sua velocidade, sinalize com antecedência. Evite freadas bruscas, a não ser em caso de emergência.

Para ser um bom motorista, não basta ter domínio técnico do carro e conhecer as leis de trânsito. O conhecimento é apenas um elemento fundamental na prática da direção defensiva. É preciso também se antecipar aos problemas que podem acontecer, dirigir com prudência, sabiamente. Acima de tudo, é importante agir com bom senso.

Ao dirigir veículo nas vias públicas, o motorista deve evitar se envolver com as angústias do trânsito. Esta é uma condição fundamental para sua segurança. Sorrir em situações tensas e difíceis é sempre a melhor maneira de manter o equilíbrio para resolver eventuais situações inesperadas.

 

Pedestres

O comportamento do pedestre é imprevisível. Para evitar acidentes, a receita é a seguinte: tenha muita cautela e dê sempre preferência aos pedestres. Problemas como o álcool não são exclusividade de motoristas imprudentes. Pedestres embriagados também são freqüentes e geralmente acabam atropelados. Muitos são desatentos e confiam demais na ação do motorista para evitar atropelamentos. O motorista defensivo deve dedicar atenção especial à pessoas idosas, crianças brincando nas ruas e deficientes físicos, que estão mais sujeitos a atropelamentos. Outra maneira de se evitar atropelamentos, é transitar sempre com bastante atenção e em velocidade compatível com os locais onde existem riscos como : portas de escolas, shopping centers, cruzamentos, e quando perceber qualquer aglomeração.

Motorista reduza sempre a velocidade ao se aproximar de uma faixa de pedestres!!!. Se houver pessoas querendo cruzar a pista, pare completamente o veículo. Tome cuidado na desaceleração, para evitar colisões por trás. Evite freadas bruscas.

 

Animais

Todos os anos, muitos motoristas são vitimados em acidentes causados por animais. Esteja atento, portanto, ao trafegar por regiões rurais, de fazendas ou em campo aberto, principalmente à noite. A qualquer momento, e de onde menos se espera, pode surgir um animal, mesmo um animal de pequeno porte como um cachorro, geralmente provoca conseqüências graves. Ao perceber a presença de animais, reduza a velocidade e siga devagar até que tenha ultrapassado o ponto em que se encontra. Isso evitará que o animal se sobressalte e, na tentativa de fugir, venha de encontro ao seu veículo.

 

Elementos da Direção Defensiva

Apesar das ações incorretas dos outros usuários da via e das condições adversas o condutor deve assumir um comportamento que se caracteriza por 5 (cinco) elementos básicos:

CONHECIMENTO - Conhecer e seguir as leis de trânsito e as normas gerais de circulação e conduta. Saber procedimentos seguros para a realização das manobra e procurar se reciclar sempre.
ATENÇÃO - Dirigir em estado de alerta permanente. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro é dever de todo condutor dirigir com atenção e cuidados indispensáveis à segurança do trânsito.
PREVISÃO - Ao conduzir um veículo é importante que se crie o hábito de prever situações e locais de perigo, exemplos : prever complicações num cruzamento, um ciclista na contra mão de direção, um pedestre que sai da frente de um carro (previsão imediata), fazer revisão no veículo antes de colocá-lo na via pública (previsão mediata).
DECISÃO - Agir com bom senso e rapidez, saber escolher a melhor opção, agir corretamente nas situações de perigo.

HABILIDADE - Manejar o veículo com desenvoltura. Executar satisfatoriamente as várias manobras exigidas. O resultado do treinamento adequado, mais a prática

 

Dirigir em Rodovias

Velocidade e visibilidade - a velocidade desenvolvida nas rodovias é muito superior à média das vias urbanas (cidades). Quanto maior a velocidade do tráfego, tanto maior sua distância do carro da frente. Só assim você poderá acompanhar com segurança, e a tempo, as evoluções do tráfego. O campo visual do motorista tem que ser quase total, para o veículo que está á sua frente não atrapalhar a visibilidade.

Ultrapassagem - uma ultrapassagem segura exige, antes de mais nada, uma avaliação correta da distância necessária para fazê-la. Feita a avaliação imprima maior velocidade ao seu veículo, pois você estará ultrapassando outros que trafegam em velocidade de rodovias. A medida que você vai se aproximando do carro da frente - e quer ultrapassá-lo poderá se valer da transparência do pára-brisa desse carro, para observar o movimento dos veículos que estão vindo em sentido contrário.

Ser ultrapassado - o motorista que estiver sendo ultrapassado deve facilitar ao máximo essa operação, encostando o mais que puder à direita e reduzir a velocidade.

 

Como Transportar Criança Com Segurança

Dos 9 meses aos 5 anos, crianças devem ser levadas em cadeirinhas acolchoadas com cinto de segurança, acima dessa idade, devem viajar em assento especial, que as deixe na altura ideal para usar o cinto. Até os nove meses o bebê vai deitado na cadeirinha e virado para o encosto do banco traseiro. O bebê deve ser preso pelo cinto da cadeirinha e a cadeirinha com o cinto do veículo. Até seis meses, a criança não tem sustentação na coluna . Se o bebê estiver virado para o painel numa freada brusca ou colisão o deslocamento de sua cabeça para a frente pode fazer seu pescoço quebrar. As cadeirinhas e o assento especial devem ser usados sempre no banco de trás.

O local mais seguro é o meio do banco traseiro, onde a criança ficará protegida dos impactos laterais. Nunca transporte criança no colo e nem deitada no banco do veículo, a criança solta pode rolar para a frente.

O Código de Trânsito Brasileiro diz que as crianças com idade inferior a dez anos devem ser transportadas nos bancos traseiros, salvo exceções regulamentadas pelo CONTRAN, na Resolução de nº 15 de 1998 que regulamenta - Para transportar em veículos automotores, os menores de dez anos deverão ser transportados nos bancos traseiros e usar individualmente, cinto de segurança ou sistema de retenção equivalente.

 

Excepcionalidades

Nos veículos dotados exclusivamente de banco dianteiro, o transporte de menores de dez anos poderá ser realizado neste banco, observadas as normas de segurança.

Na hipótese do transporte de menores de dez anos exceder a capacidade de lotação do banco traseiro, será admitido o transporte daquele de maior estatura no banco dianteiro.

As excepcionalidades não se aplicam ao transporte remunerado de menores de dez anos em automóveis.

Nota: Condutor de motocicleta, motoneta e ciclomotor não pode transportar criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstancias condições de cuidar de sua própria segurança.

 

Alguns Cuidados Para Dirigir Corretamente e Com Segurança

Procure sentar-se corretamente. A posição das mãos no volante, dos pés nos pedais e o modo de sentar permitem que você sinta todas as vibrações e reações do veículo, especialmente se você ficar numa posição confortável e descontraída;

Verifique sempre a posição dos espelhos retrovisores, eles são uma extensão do seu campo visual;

Avalie sempre o comportamento dos outros que estiverem dentro do seu campo visual; Mantendo-se atento, você estará pronto para evitar uma situação inesperada que outro veículo pode provocar. Você sabe o que fazer em determinadas situações, mas não sabe como os outros podem reagir;

Não dê chances ao imprevisível, como por exemplo, ultrapassar em trechos proibidos;

Em condições normais mantenha sempre uma distância equivalente a 2 segundos do veículo da frente;

Sinalize suas intenções com antecedência;

Procure conhecer o veículo que vai dirigir;

Buzine de forma correta para não irritar os outros;

Não aceite desafios e provocações;

Não abuse da auto confiança

Este assunto é muito extenso e rico em conhecimentos. Se você tiver maiores detalhes sobre algum tópico aqui relacionado, quaisquer informações complementares , por favor, entre em contato conosco
° Cartilha Direção Defensiva - Trânsito seguro é um direito de todos

 

 

Calendário

Setembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30